domingo, 23 de dezembro de 2012

O Natal é...

É uma das melhores datas em minha opinião.Não só pelas comidas deliciosas mais pela fraternidade que paira  e que nos leva  agradecer ...

A família  em que nascemos....


A família que formamos...




A dadiva  de ser mãe...


E de ter uma menina muito especial.



Agradecer os amigos.






De ser solidário com o próximo.


Do perdão.


É tempo de amar a todos.



Eu tenho a opinião que tudo isso  que foi citado não precisa ser demonstrado apenas no Natal e sim no ano todo e para vida toda.
Um grande e lindo Natal para todos e que o real sentido dele venha a tona e  que o sentido apenas comercial dos presentes cada vez mais perca a força.

Um grande dia para todos!!!!!!!!!!!!



Feliz Natal!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Brincando e voltando ao passado!

Quando planejamos um aniversário o primeiro pensamento é  no divertimento dos nossos filhos , amigos e parentes.Como  uma  boa consequencia disso temos os presentes que se torna uma festa a parte no dia seguinte ou no mesmo dia rsrsrs...
E Bruna sempre teve sorte em ter pessoas antenadas com o  seu gosto de brinquedos e roupas enfim de tudo e por  isso a mamãe agradece a todos amigos e parentes .Só que quando o brinquedo modifica a forma de brincar de sua criança e legal resalta-los.



O primeiro foi um fogãozinho, presente de sua dinda ,que tem as peças super legais para o manuseio e como ela  gosta do bob esponja ,que é cozinheiro do siri cascudo, ela pega o prato com as verduras que também a dinda mandou e fala "o pedido esta pronto"rsrsrs...




O segundo foi essa casinha na árvore ,presente do dindo, que ela pega os bonequinhos e fica passeando pelos cômodos e o mais legal  é que com todos os brinquedos  ela usa a imaginação e mais legal ainda que ela dividi esse momento comigo e seu pai sempre chamando para brincar e colocando situações como  um suposto churrasco na lage. Podendo participar desse momento me leva a  infância  que brincava muito de boneca e casinha fazendo comidinha com folhas junto com minha prima Neila que hoje é a dinda de Bruna e e responsável por um desses brinquedos e boas recordações de uma infância diferente da atual  de muitas crianças dos tempos modernos.
Hoje como mãe percebo a a necessidade de cada vez mais incorporar as brincadeiras que mexem com a imaginação de nossos piquenos e principalmente a possibilidade de participar desses momentos.
Antes de encerrar por hoje o post quero agradecer a todos que participaram da festinha de Bruna e do carinho especial das vovós,tios,primos e dindos de Bruninha.

Até a proxima!!!!

domingo, 2 de dezembro de 2012

Os bastidores da festinha de Bruna

É verdade ,o tempo passa bastante rápido e um dia desses tenho lembranças claras do primeiro aninho de Bruna e agora já passou o segundo.Ha principio o meu marido não queria fazer uma festinha ,por conta do trabalho e gasto principalmente ,mais sabendo o quanto minha gatinha gosta de aniversários, por ter varios amiguinhos no predio e com o a intenção de reunir a familia resolvir forçar a barra com o maridão e assumir  a responsabilidade,após o seu ok ,da vestinha.
Então pensei logo no tema ,que teria de ser condizente com o tamanho da vesta que seria pequena ,então foi pic- nic.

Primeiro fiz uma lista de convidados priorizando os amiguinhos dela é melhor ir por partes com fotos.

Decoração

Como o tema foi pic nic ,pensei em algo simples  como toalhas xadrez e flores , algo bem bosque.Ai que veio um problema que eu transformo em conselho ,observe a foto rsrsrs...


Quando fui ao buffet para acertar a decoração falei com a dona que queria algo simples ,com toalhas de xadrex ,tema de pic nic  e uma tela com tema de bosque ,so que meu erro foi  não escolher a tela  e acreditar que daria tudo certo ,até mesmo porque foi a segunda vez que fiz a coração com ela ,ledo engano.
No dia ela levou uma tela de rei leão que masculinizou toda a decoração ,poxa! fiquei tão chateada que até chorar chorei.Ai voc deve estar se perguntando porque não pediu para trocar ,ela ja estava com outra festa para decorar então mensionei isso ela começou a falar  varias coisas então ^ficou por isso mesmo, segui o meu caminho  para não estragar todo o dia .Mas fiquem de olho em todos os  pequenos detales  para não acontecer o mesmo.

O convite


Mesas ,cadeiras e tampões que são importantes para economizar nas mesas ,já que em cada tampão sobre as mesas pode ser postas ate 8 cadeiras,foi o passo seguinte da decoração.
No divertimento  aluguei piscina de bolas e pula pula  que não pode faltar ,mas resolvi  montar um espaço para as crianças com os brinquedos de Bruna que ficou bem legal e foi bem utilizado por ela , seu amigos e sua mamães.

Como fiz : peguei uma mesinha de Bruna ,que tia Alessandra deu e peguei emprestado a de seu priminho Artur,esses colchões são do seus cercadinhos berços ,organizei os brinquedos nessa istante que fiz com caixa de papelão e forrei com papel de presente.


Impilhei três caixas do mesmo tamanho fixando com durex e forrando com papel de presente.
Em relação a comida e para não gastar muito fiz 2 tortas salgadas uma de fricasse de frango ,outra de queijo e alho poró,encomendei pão metro e fiz o recheio com uma pasta de ricota,uva passas,cenoura relada ,creme de leite e maionese,sal.o outro foi de blaquete de peru ,queijo ,requeijão cremoso azeitona e creme de leite tudo processado ( delicia!)Fico devendo  as receitas da tortas que vou postar na porximo vez e as fotos porque no corre corre não deu tempo para isso.Teve pãozinho e fiz uma bandeja de frios,docinhos que foi atravez desses sites de compra coletiva ,mais como dica digo que entrando em contato diretamente com a empresa sai mais barato porque não tem a comissão do site e principalmente pedir uma prova.Teve também salgadinhos e o bolo que quiz fazer sem pasta americana para ter mais a cara de um lanchinho e por isso foi um de chocolate.


O horario que escolhi foi o começo as 15:00hrs  e digo que  fez diferença pois as crianças se divertiram muito e aproveitaram tudo mesmo.Em resumo foi tudo de bom ,divertido e principalmente minha gatinha se divertiu muitooooooooo!então no final  por volta das 19:00 ,organizei tudo no salão de festa ,subi com Bruna  dei um banho ,seu jantar e depois liguei a tv no seu desenho favorito e de tão cansada acabou dormindo.Então mesmo cansada  por uma semana de preparativos e corre corre  vejo que acertei  na festinha.








terça-feira, 20 de novembro de 2012

Parabéns Bruninha!

Filha querida,hoje  dia 20 de Novembro é o seu aniversário.Um dia especial por que Deus me deu a dadiva de ser mãe e o presente de ter você como filha.
Brincalhona,amorosa ,esperta ,linda ,curiosa,educada e gosta de  falar e muitoooooooooo!Você Bruninha não poderia ser melhor,Feliz aniversario!!!!!!!!!!!


                                                          
                                                   




quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Pequena só no tamanho

Bom esse mês ,como já mencionei antes,é especial por se tratar do mês de niver de Bruna(precisamente dia 20 de novembro) que é também o dia da conciência negra.Esse post seria para falar dos preparativos  da festinha que irei fazer para ela , só que a uns dias atraz Bruna vem mostrando um comportamento ,bom, que é bem imblemático dessa fase de desenvolvimento de  minha gatinha.

O tempo passa muito rápido e parece que foi ontem que tive Bruna e passei por todo aquele perregue de mãe de primeira viagem ,as primeiras descobertas,palavras e chegando hoje com quase dois anos de idade ela não para de surpreender.

Desde quando ela começou a pronuciar as primeiras palavras sempre notei que Bruna vica sempre ligada em tudo ou seu redor e aproveitando essa qualidade sempre procurei dar bons estimulos e exemplos ,tanto que a primeira palavrinha que ela de forma clara empregou foi "obrigado"quando lhe dei um biscoitinho ,fruto plantado desde de quando eu e o pai sempre agradeciamos  quando ela nos dava as coisas.

E foi assistindo dvs de musicas infantis,atráves das brincadeiras,do convivio com outras crianças que vejo minha pequena se transformando e evoluindo muito rápido.Mas o que me impresiona é o fato dela construir frases e palavras que são empregadas em horas exatas e com  a certeza de que é o correto, por exemplo "eu adoro pipoca" apenas sentido o cheiro,"amo peitinho" para  expressar o amor no ato da amamentação ,"para de cantar "quando o pai começa a cantar algumas musicas.E  com sua personalidade forte já fala "não mamãe ,não quero" quando ofereço alguma comida e é claro desenvolver palavras do seu próprio dicionário como "suco água" é uma bebida ou " pizza bolo" quando é um ou outro.ou quando quer ajuda em uma dificuldade"socorro ajuda" se por exemplo não consegue sair de algum lugar.

E de tando se ligar  nas coisas quando estavamos indo para casa ela olhou para o numero do andar e falou 7, eu e o pai não acreditavamos que ela ja  sabia identificar o numero e para a prova dos nove mostramos o nosso andar o 9 e ela falou.

Conclusão as crianças são verdadeiros livros em branco havidos para receber conhecimentos e bons estimulos,tudo de forma tranquila e sem pressões e comparações pois cada uma delas tem seu tempo.

Filha mamãe está orgulhosa de você!!!!!



quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Pequena fofinha

Bom esse mês é especial aqui em casa por se tratar do mês de niver de Bruninha.E falando serio parece que foi ontem que peguei minha gatinha nos braços e depois desse momento tudo em nossas vidas mudou para melhor.
Nunca tinha acompanhado o crescimento de uma criança tão de perto ,e digo que é a mais fantástica experiência que ja tive.Desde de recém nascida ,passando pela fase de falar, engatinhar,andar,correr rsrsrs...Agora é a fase do imitar e é muito engraçado porque eu sempre observo que ela presta atenção em tudo que nos fazemos em casa ,quando estou maquiado ela fala "mamãe pintar"se estou na cozinha ela pega panela e colher e começa fazendo a comidinha .Fico tão orgulhosa de ser uma "referência "para minha gatinha e realmente agradecida a Deus por tudo.
E hoje vendo Bruna tão esperta ,feliz ,carinhosa e presente em todos os momentos de nossas vidas so tenho agradecer esse amor tão incondicional e profundo que temos em nossa família.
Obs: estou em ritimo acelerado de aniversário de Bruninha ,então em breve trarei novidades.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Somos o exemplo dos nossos filhos!

Tem um ditado que diz:"somos responsáveis pelo que conquistamos"mais do que verdade e uma forma de alerta para as nossas atitudes e comportamentos.

Hoje Bruna é um verdadeira esponja, tudo que escuta ou vê ela reproduz . Percebendo isso eu e o pai ficamos mais cautelosos com o nosso comportamento,ja que percebo que se tornou uma referência para ela.

Exemplo claro são palavras do dia a dia que uso como por favor,obrigado,desculpa,licença tudo isso ela já incorporou em seu vocabulário e sempre procuro reforçar a forma correta e o momento certo  de utilizar.

Quando estou na cozinha a mesma pede panela e colher para reproduzir o que eu estou fazendo ,então pego suas panelas,para que na minha ausência ela não vá procurar na cozinha e se machucar,e mostro que ela  também pode fazer comidinhas, mas para suas bonecas.

Sabemos que todo os relacionamentos tem seus autos e baixos então quando temos nossas "conversas" evito que seja na frente da pequena.

Mais nem sempre temos como proteger nossas crias ,então temos que improvisar em cada situação.Outro bom esxemplo foi  na  reclamação de uma falta de jogo de futebol um bentido vizinho em seu apartamento, só que na janela, gritou "filha de uma pu..."ai minha pequena ligada gritou  a mesma coisa ,então  eu improvisei "filho de uma bruxinha" outra vez foi eu mesma que bati meu dedinho na cadeira e gritei "po...." ai ela ouviu e repetiu , então corrigir "poxa" é mole?

E particurlamente hoje em um momento de mãe e filha ,que é um cafunezinho na cabeça enquanto assistimos tv ela olha e fala "mamãe odio" ai falei de que ,ficou calada, então disse amor ai ela falou amor também.

Educar criança não é brincadeira ,mais fica mais dificil se não temos um ambiente sadio ,confortável e com amor.Os nossos exemplos são pontos chave para a formação de caráter dos nossos filhos, afinal  "quem planta vento colhe tempestade"..... e não queremos isso.


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Botando a Casa em Ordem.

Ser mãe( fato) é um ato de amor ,entrega e dedicação.Não temos como discutir esse assunto porque é diário o aprendizado que os nossos filhos nos dá.

Mesmo com todas essas questões e responsabilidades a perfeição é dificil alcançar ,mesmo que você  dedique cada tempo de sua vida a isso.Muito porque vivemos em mundo sem tempo para nada gerando compensações que acabam mascarando a falta de paciência de alguns pais ,a falta de comunicação entre pais e filhos entre outras coisas. Errar é muito comum e até bom ao mesmo tempo,quando notamos e concertamos o erro,porque da um sacode em nossos conceitos.

E hoje como mãe de uma gatinha que esta preste a fazer  dois anos, com muitos planos para o seu desenvolver vejo que errei em muitas coisas principalmente no que diz respeito a sua independência.

Por exemplo em relação a comida ,como sempre a criança da um trabalho e nada mais amigo(vilão) do que um dvd para ajudar, isso acaba criando uma zona de conforto na qual  me acomodei, e  revendo os meus conceitos e colocando Bruna para fazer suas refeições na mesa  interagindo com a comida e não com a TV  trouxe uma satisfação maravilhosa e a certeza que antes estava agindo de forma errada.

Outra coisa foi a questão da arrumação dos brinquedos,sempre arrumava tudo para evitar choradeira e hoje já meio que na brincadeira vou conseguino que ela me ajude e tome gosto pela coisa .Outro fato era o escovar dentes e a verdadeira corrida pela casa e hoje consigo atravez da brncadeira que ela pegue a escova ,molhe e com minha juda escove os dentes.

Muitas vezes Junior saia com ela e para otimizar o tempo carregava Bruna no colo e com isso ela não queria andar muito, já pedia colo,então de forma lúdica (sempre falando vamos ver o pombo ou o gatinho)ela anda léguas.

Com essa minha reflexão vejo que a zona de conforto na realidade  é zona perigosa que devemos evitar ,principalmento quando lidamos com os nossos filhos.



sábado, 13 de outubro de 2012

Férias em família parte III (o retorno)

Bem,após desfrutar as belezas de Maragogi trilhamos o caminho de retorno, mais antes tinhamos mais uma parada que seria em Aracaju.
Junior( marido) é um homem que viaja bastante a trabalho e junto as obrigações  cuida também da saúde então ele aproveita a orla das cidades que estar para  correr .Então na cidade de Aracaju ele encontrou no calçadão lindos patinhos soltos e cuidados pela prefeitura (com direito a casinha e tudo) então ele tinha dito que iria levar Bruna  para aproveitar,ja que ela adora bichinhos.
A viagem de Maragogi  para Aracaju foi emtorno de umas 4 horas com direito a parada para o almoço .Minha gatinha ja estava um pouco melhor da falta de apetite e febre ao chegar no hotel tomamos banho e fomos direto para orla, após a janta de Bruna , só para ver os patinhos.






Bruna simplismente adorou conhecer os patinhos e corria atraz deles ,gritava enfim ficou realmente encantada.
Depois fomos a feirinha de artesanato ,comemos uma tapioca  deliciosa  e fomos para o hotel dormir  rsrsrs...
Passamos mais dois dias na cidade e  no dia seguinte fomos a Fazenda Boa Luz,um local cheio de animais,um parque  Aquatico  e muitos passeios.


    
O simbolo do parque


No laguinho 

Passeio de charrete


No cavalo com o papai
           
Esse passeio foi muito legal,Bruna curtiu os bichos ,os passeios só que na minha opinião deveria ter mais  parquinhos  para as crianças entre 1 ate uns 5 anos ,mais mesmo assim foi muito legal.
No domingo pela manhã arrumamos nossa mala ,só que de inesperada Bruna apresenta 38c de febre, fiquei super  preocupada ,mais como  estavamos de retorno e eu ja tinha marcado um médico ,não fiquei estremada .
Em um balanço de nossa viagem ,foi maravilhosa e o mais importante é reunir a familia .






Na semana seguinte fomos ao medico e ela foi avaliada, medicada e graças a Deus teve uma melhora sensivel.








quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Fériais em família parte II (viagem de carro e chegada no destino)

Após a organização das coisas e a meta da viagem traçada botamos o pé na estrada. Sabiamos que não seria fácil ,pois tinhamos pela frente 750Km e muita criatividade para que Bruna aguenta-se tantas horas de carro. Pois ficamos praticamente o dia todo em viagem ,para ter uma noção da situação saimos de Salvador as 7:00hrs da manhã passamos por Aracuju,Maceió e por ultimo em Maragogi que foi o nosso destino ,isso já era  17:00hrs da tarde .

Fizemos três paradas ,levei o almoço da gatinha já pronto mais como estava em um processo de gripe ,febre,dente nascendo e otite não foi facil fazer ela se alimentar bem.Ai comecei a passar videos  ,cantar, mostrar bonecas e muito peito, que por sinal  foi a salvação.  Apesar de não ser mais suficiente para ela  ficar satisfeita, mas ameniza a minha preocupação.O legal que apesar dessa fase complicada em plenas fériais Bruna  não se abateu e curtiu bastante.

O mais difícil era manter Bruna na cadeirinha e como as estradas tinha percursos com bastante caminhões então a todo momento que ela se irritava na cadeirinha tinha que  literalmente rebolar dentro do carro para conte-la.

Paramos por três vezes na estrada para esticar as pernas e almoçar ,mas parecia que nunca iriamos chegar ao destino .E por mais diferente que fosse a viagem de carro o cansaço ja incomodava e Bruna cedia facilmente ao balanço do carro e horas de tédio (descanso para mamãe).





Ao final do dia quando chegamos a Maragogi o pensamento só era de cair na cama e descansar .O hotel foi uma otima surpresa ,instalações agradáveis ,de frente a piscina e a minutos da praia.Outra coisa importante foi a disponibilidade que eu tinha de esquentar ou preparar algo na cozinha para minha gatinha. Isso deve ser um fator importante quando temos pequenos .

Depois de uma merecida noite de descanso ,nos organizamos para no dia seguinte conhecer as piscinas natuais do local.So que percebi que Bruna estava cheia de mordidas de mosquito ,mesmo tendo passado repelente.Então outra dica é saber se o hotel tem mosquitero e antes de 17 :00hrs fechar tudo e ligar o ar.





Na embarcação para ir as piscinas naturais.




Com o papai curtindo os peixes.


Após o passeio que foi otimo fomos almoçar (peixe grelhado e verduras com arroz temperado)pedido para minha gatinha comer, só que ela não estava boa de boca devido a gripe então durante a viagem tivemos que apelar para papinhas prontas ( não sou fã) mas só estava comendo pastoso e muito peito .


A noite fomos a um restaurante bem legal com varias opções para crianças de divertimento ,muito importante ,mais comer que é bom nada .No dia seguinte curtimos praia e  acabamos fazemos um musical com um repertório do patati e patata,galinha pintadinha entre outros sucessos para Bruna comer e vou te contar a performance do papai foi ótima rsrsrs...Valeu a pena porque a gatinha acabou cededo aos encantos e comendo .





Passamos três dias na cidade e  depois fomos para Aracaju onde passamos mais dois dias ate retornar para Salvador.Em um balanço da viagem para Maragogi apesar do cansaço da ida foi muito legal aproveitar as belezas natuais do local .Continua....






quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Viagem em familia parte I (organização)

Depois de quase dois anos sem tirar férias,meu querido esposo bateu o martelo e decidiu  fazer isso em agora em setembro.Esta certo que  vai ser apenas 15 dias, mais o fato de ter a familia reunida sempre é motivo de comemoração.
Bem o primeiro passo foi organizar um lugar para ir legal para  todos, afinal são as primeira férias de minha gatinha então temos que caprichar.
Levantamos varias possibilidades mais a que agradou a todos foi ir de carro para Maragogi (fica logo após Maceió) que é conhecida pelas piscinas naturais  e no  retorno em  aracaju para ir  a Fazernda Boa Luz para Bruna ver os bichinhos  e curtir o parque aquatico.
Reservamos hoteis , verificamos percurso e agora só faltava arrumar roupas brinquedos e tudo aquilo que for necessário.
Viajar com criança você tem que esta preparada para tudo ,mais ao mesmo tempo a mala do nosso carro não é muito grande então além de tudo teria que ser objetiva.

Itens que organizei.

  • prmeiro uma lista de itens a ser organizado dividindo em mãe,pai ,filha ,comida e acessórios
  • De Bruna  eu verifiquei a quantidade de dias que iriamos ficar e comecei pelas roupas e sapatos ,colocando três mudas  por dia e seus cobinados.Pijama de calça e blusinha de manga devido ao ar condicionado,biquinis e chapeu.
  •   Higiene tenho miniaturas dos shampoo e condicionador que são super práticos ,sabonete,escova pasta de dente e o mais importante que é o bloqueador solar e loção repelente de insetos , um pacote de fraldas descartaveis.
  • Uma famácia para toda a familia com os medicamentos habituais do seu beby,para febre,antialergico,dores musculares,termometro,algodão,gazes,alcool a 70%,tesoura,pinça e tudo que ja é de uso.
  • de brinquedos levei os que ela gosta o seu travisseiro e meias também são importantes.
  • o velho e bom computados e os cds amados
  • Em relação a comida os lanches que ela mais gosta e no primeiro dia  preparei o almoço  para viagem e coloquei em uma termica
Tudo arrumado , na manha seguinte organizamos ocarro da seguinte forma  na mala as nossas mochilas e a maior de Bruna .Dentro do carro na parte de traz uma mochila pequena com uma roupinh,a fraldas uns lanches para o percurso ,brinquedos e o computados e no banco da frente um culer pequeno com água suco e a fármacinha 
Malas prontas,carro arrumado ,tomamos o café reforçado e pé na estrada.Continua....


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Pequena, mais com doc de gente grande.

Pois é esse mês de setembro resolvir organizar a parte burocratica da minha vida.Então organizei papeis ,livros e documentos.Também tratei de tirar a segunda via da identidade ,pois desde de quando me casei ainda estava com o nome de solteira nela,foi quando minha sogra falou" porque voce não tira a de Bruna?" achei uma otima ideia porque você ir para todo o lugar levando a certidão de nascimento vamos combinar que não é nada simples.

Aqui em Salvador existe uma instituição que facilita bastante a retirada de documentos chamada SAC .Inclusive foi lá que meu esposo fez a certidão de nascimento de Bruna,algo que acho que deveria ser feito em qualquer materdinade ,você liga para marcar horario eles falam o que é preciso e pronto você vai no dia e hora marcada e realiza o serviço.É facil assim.

O que foi preciso apenas uma foto 3x4 de Bruna e sua certidão de nascimento é rapido e ela ficou super tranquila ,acredito que a unica parte menos agradavel foi sujar os dedinhos para digitais mais só.

Não estou conseguindo colocar fotos em meus post.Então vou deixar o endereço do meu fecebook para disponibilizar a fotinho o RG da gatinha.(http://www.facebook.com/#!/caroline.santana.982)


Se voce amiga blogueira ainda não fez o RG de seu filhote não perca tempo pois é super pratico andar com ele na bolsa, melhor do que a certidão .Pode ser feito acredito que apartir de 6 meses de idade e pode também fazer o CPF , só que achei precoce de mais e o legal que a primeira via é gratuita quando fiz demorou uns 5 dias para entregar. E tirar uma nova ,a funcionaria do sac falou, que com uns 5 anos de idade +/-
 
No proximo post vou falar sobre as ferias com a familia e como foi ficar 10 horas de viagem com Bruna em um carro e como organizei o local pra onde ir e o que levar.Ate a proxima!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Como lidar com determinadas situações?

Olá!amigas blogueiras tive um pouco distante do blog devido ao acúmulo de coisa para fazer ,mais hoje tirei um tempinho para contar uma determinada situação.
Duas semanas atraz fui para casa de minha sogra para comer uma galinha caipira ,muito boa,  foi uma reunião de familia , Bruna e Artur( primo) estavão pinotando a casa toda então eu e minha cunhada resolvemos descer para a area do predio e lá tinha mais duas crianças e levamos brinquedos variados.Um desses brinquedos foi um bolinha pequena que Bruna gosta muito ,só que um dos meninos que estava lá em baixo resolveu pegar a bola  e ela então ficou querendo a bola e ele não queria dar .Percebendo isso dei outras opções de brinquedo ela concordou ficou um pouquinho mais depois ficou querendo a bolinha e o menino percebendo que Bruna corria atráz dele saiu correndo .Percebendo que eles se afastavam fui atráz ,nesse instante minha cunhada falou algo então olhei e ai notei que Bruna começou a gritar chorando e quando olhei o menino estava mordendo o braço dela porque  tenteou pegar a bolinha. É mole?
Fiquei preocupada e logo corri tirando o braço da boca dele para evitar  marca pior.Ai junior que estava lá embaixo tambem veio e perguntou o que tinha acontecido e  foi um furdunço pois a mãe do menino ,depois de muito tempo,veio perguntando se foi ele que tinha machucado Bruna,veio minha sogra tambem,inclusive dizendo que ele é danado para fazer isso.
Vendo que Bruna  estava bastante nervosa  resolvi subir para casa de minha sogra e confortei minha pequenina.Vou ser franca que na hora fiquei chateada não com o menino que tem a mesma idade de Bruna e sim com a mãe por esta tão indiferente com a situação.
Ai comecei refletir sobre a educação de nossos filhos e o quanto somos necessários a cada momento para supervisionar comportamentos como este  e avitar situações como essa.A criança e como uma esponja que a todo momento absorvem coisas novas e desenvolve novos comportamentos e tenho a opinião que tudo é resultante do que ele passam em casa com sua familia.Então se voce aduca seu filho por meio de intolerância,atitudes rispidas ou ate mesmo "tapinhas de leve" ele vai acreditar que  essa forma é a certa para lidar com todas situações e isso vai crescendo junto com a criança e se os pais não interferem  nessa questão fica mais dificil lidar.
Eu não estou aqui para julgar a forma de  educar  de ninguem e sim para dar  minha opinião,  e como mãe sempre exercito em casa com Bruna o amor ( acordar e dizer bom dia eu te amo)a tolerância porque tem momentos que ela acentua o seu genio forte e sempre tento reverter a situação da melhor forma e o compartilhar atravez  da divisão de  seus briquedos com os amiguinhos e sempre  faço questão que ela esteja  rodeada de crianças  para que  tenha situações diverentes para  lidar sozinha ,mais sempre com minha supervisão rsrsrs...
Não acredito que bater educa e sim saber o que se passa com a criança que leva a ter determinados comportamentos.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Pai e seus amores

Quando nos casamos ,e isso independente de tempo de namoro ou noivado,é no casamento que realmente existe um conhecimento maior um do outro( essa é minha opinião).Dai você constroi uma vida a dois ,arruma um lar  e junto uma nova história.Derrepente vem a noticia "estou gravida"ai tem o marido que diz:"estamos gravidos"a outros que timidamente abraça você e beija a barriga e outros que tenta se recuperar da surpresa(esse é o meu rsrsrs...) e tambem tem aqueles que dão no pé( só que esse nem vale apena comentar).
Então aquela vida a dois se transforma e fica mais colorida porque nasce o fruto do amor de duas pessoas )(pode parecer ate poetico) mais é a verdade e tudo muda.
E quando o bebê nasce os creditos todos da criação dos filhos estão voltados para mãe e o pai discretamente  se sobressai em pequenos detales e observando o comportamento de Bruna vejo a importância dessa parceria de pai e filho.Exemplo: como meu marido viaja em alguns momentos quando voltamos para casa ela bate na porta e fala "quem é ?papai !!!"quando ele chega ela pula de alegria e fala"papaiiiiiiiii!"observo as bricadeiras, o bom dia papai eu te amo .E entre outras coisas é maravilhoso ver a convivência dos dois e fico feliz em saber que acertei na escolha do marido e  do pai de minha filhota.
Então no dia dos pais ,que foi otimo,aproveitamos para celebrar a felicidade de termos uma historia de carinho  e amor em torno de nossa pequena princesa e que esse sentimento de amor possa envolver todos os pais que não são presentes e que repense a suas atitudes em relação aos seus filhos.
Quero tambem homenagear a minha mãe que foi também um pai  e  sempre presente em minha vida .
Obs:era para colocar um foto de meus amores so que não estou conseguindo colocar na postagens quem tiver uma dica fala por favor!!!!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Os encantadores de crianças

É comum em uma conversa de mães uma perguntar para outrar(Você comprou o novo dvd infantil?)E esse final de semana em que comprei o novo dvd da galinha pitadinha 3,eu me perguntei que influência teve esses dvd's no desenvolvimento de Bruna?Será que faz bem as crianças mesmo?
Fazendo uma analise desde quando Bruna começou a ter interesse por esses dvd's notei sim que ela ficou mais esperta e ligada  nos detales.
O primeiro foi galinha pitadinha ,depois Patati e Patata e por ultimo Xuxa e todos eles vem com uma lição de numeros,cores,animais entre outras coisas que nos da um arcenal de opções para lidar com cada fase da
criança.Vou escrever um exemplo, em Xuxa só para baixinhos 3 o tema é a fazenda e sempre tem um bichinho como o cavalo,vaca,jacaré ,então depois disso comecei a mostrar alem das fotos de cada animal o som de cada um e hoje ela ja reconhece e imita todos eles.E ainda falando de Xuxa em cada interfalo das musicas tem uma contagem que Bruna gosta e por isso ja sabe contar até 10.
Ja a galinha pitadinhas alem de ser desenho bastante colorido e divertido tem bricadeiras como atirei o pau no gato,palma palma pé pé pé,Mariana conta um enfim alem  de  resgatar as brincadeiras de roda traz noção de espaço e coordenação ,tambem ja sabe localizar as mãos ,pés e ai  mostro o olho boca e hoje ela já sabe tudo ou quase rsrsr...
Em um resumo digo que é positiva a influência dessa galera na vidinha  da minha pequenaa ,só que tomo bastante cuidados com alguns pontos como Bruna não fica ligada 24 horas na Tv ela tem uma vidinha bastante agitada ja que desce sempre para brincar no parquinho com as amiguinhas ,vai para casa da avó que não tem dv somente brincadeiras divertidas com a galera de casa.
Na hora do almoço digo que é uma mão na roda ,so que não é aconselhavel porque a criança acaba não tendo o verdadeiro gosto pela  comida,ja que fica vidrada na tv,e fora que pode levar isso para a adolencência e sabe lá  até a vida adulta e com isso ganhar alguns quilinhos a mais.
Enfim tudo deve ser aproveitado com moderação ,porque nada melhor do que as crianças pinotar ao ar livre e cheio de amiguinhos.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Uma visita especial

Essa semana recebemos a visita da Dinda e do Tio de Bruna. Ambos são casados e vivem em Ilhéus (interior da Bahia e lugar de Gabriela de Jorge Amado)  devido ao tempo corrido de todos nem sempre isso acontece então aproveitamos ao máximo.

Desde sempre tive uma formação religiosa (católica) e com passar do tempo conheci o espiritismo (kardecista) e tenho uma opinião que a palavra de Deus independente da religião é única. E acredito que o batismo é uma iniciação necessária para a criança conhecer a palavra do Senhor.
Quando nem pensava em casar já sabia que meu primeiro filho a madrinha seria minha prima Neila. Que sempre foi uma irmã do tipo que em carnaval vestíamos a mesma roupinha ou fantasia, brincadeira de boneca, casinha e com o passar do tempo essa relação de cumplicidade só fez aumentar. Temos temperamentos e atitudes distintas mais que se completam  e o interessante  é que a mãe dela ( tia) é também minha madrinha então se tornou uma tradição de família.
Segundo o catolicismo madrinha é uma segunda mãe então nada mais justo do que ao batizar seu filho você escolha uma pessoa que vai estar presente quando necessário, que tenha uma historia em comum com a sua e sem duvida um carinho especial por seu bem mais precioso seu baby.
E hoje quando vejo Bruna e Neila  brincando e se dando tão bem vejo que foi a melhor escolha .E de presente tem Plinio (esposo de Neila) que brinca e se diverte junto com as meninas.
Mais é claro que tem o Dindo  chamado Ives que também é um querido e sempre liga para saber da pequena .Em resumo tenho que agradecer a Deus por essas pessoas que dão tanto carinho para minha princesinha.



terça-feira, 17 de julho de 2012

Longe dos olhos e perto do coração

Existem momentos em nossas vidas que as situações nos colocam frente aos nossos piores medos e testa o poder de nos acostumar com determinadas questões.
Ela falava dos medos e incertezas de uma vida a dois ( com um filho) meio que separada por conta do trabalho. Eu, por passar por isso acabei revivendo a minha historia.
Quando Bruna estava apenas com 2 meses de idade ,Junior, foi contratado como  gestor de uma empresa de metais sanitários  viajando de Norte a Sul do pais, subindo e descendo de avião  e rodando de carro por vários interiores, retornando apenas nos finais de semana.
Não precisa nem falar que foi um terror ter que pensar em cuidar de Bruna , da casa e ainda dar assistência para minha mãe sozinha. Então no inicio  eu reclamava ,chorava e inclusive falei em separação  por conta do  medo da novidade ,afinal  não esperava acontecer algo dessa magnitude que  acabou transformando a estrutura de nossas  vidas .Mais o que prevalece é o bem estar de nossos filhos e visto que essa mudança seria para melhor (pelo menos no lado financeiro)teria que procurar me confortar da melhor maneira possível e seguir em frete.
Os primeiros três meses foram terríveis porque era o processo de experiência  dele no trabalho e nesse período ficamos sem plano de saude. O medo  que Bruna tivesse algo sem esse suporte era grande  mais Deus é tão bom que nos protegeu disso e no dia real que ela precisou ir para emergência já tínhamos o numero da carteirinha  do plano. Ufa!
E hoje ,quase dois anos depois, dessa mudança ainda tento me acostumar com as semanas sem ter alguém para falar das novidades de Bruna e a preocupação de saber se Junior estar bem porque sei que não é fácil também para ele ficar longe de sua família e casa . Sinto que houve um divisor de águas antes e depois desse trabalho  porque sou uma mulher e mãe mais forte e capaz de enfrentar muitas coisas.
 Existem fatos que também amenizam essa  situação como o carinho de minha mãe ,sogra e cunhadas ,a própria Bruna que se torna uma perfeita companhia por já estar mais esperta e fofa e a fé em Deus sempre rezando para tudo dar certo.
Para quem vai passar por essa situação ou  estar passando  digo de experiência própria  que não é fácil mais nem tudo é como queremos então é viver um dia de cada vez que tudo vai dando certo .

No São João  passamos na casa de uma casal  amigo que fizeram uma pequena festinha e uma amiga veio contar sobre a transferência de seu esposo ,que é militar, para o interior da Bahia e por conta( nesse primeiro momento) de questões de estrutura ela e o filho não iriam.Então durante a semana ele ficaria no interior só retornando nos finais de semana para casa.

sábado, 30 de junho de 2012

Reduzindo as mamadas parte II

Olá!Sei que estou um pouco afastada do meu queridinho blog,mais essas duas semanas finais de junho foi um verdadeiro terror.Primeiro teve a mudança de minha mãe ,que graças a Deus, está mais perto da minha casa e depois teve o São João que é uma festa massa!!!!!! quer dizer muito legal, mais tive muitas coisas a fazer em relação as comidas tipicas rsrsrs...
Bom aqui no Nordeste essa festa é muito esperada ,geralmente as pessoas que estão na capital viaja para interior onde a festa é mais tipica com trio pé de cerra(trio de forró) e comidas tipicas como: milho,amendoim,bolo de aimpim ou macaxeira e  milho entre outros.Só que esse São João não esteve muito alegre por conta das secas em varios interiores da Bahia mais mesmo com essa fase foi  bom.
Eu ,Bruna e Junior passamos em casa mesmo ,preparei alguns bolos e amendoim ,milho e a noite fomos para casa de um casal amigo nosso para acender uma fugueirinha.Bruna durante o dia era só alegria com o pai ,fomos ao shopping para comprar um vestidinho caipira para ela, só que tinha acabado então minha gatinha so usou o tipico  chepeu de palha com tranças (ficou linda)que foi presente da tia Alê .Só que no momento da fotografia ela começou a chorar por conta dos fogos de artificio indo por agua abaixo o book rsrsrs...
Mas hoje retorno com o assunto da redução das mamadas.A pediatra de Bruna quando falei da necessidade de diminuir a mama ela orientou  fazer o seguinte  antes de dormir oferecer  uma mamadeira de leite com frutas leves a exemplo maçã,melão mamão +leite+mucilom a Bruna  e se no meio da noite acordar é o pai que vai ficar com ela e oferecer água.Adotando essa medida a mesma falou que apos 5 dias ela não acorda mais no meio da noite.
Achei uma boa opção só que para Bruna não sei se é a mais adequada, porque ela não pegou mamadeira desde cedo tudo que  toma é no copinho e também ela fica na nossa cama,sei que é errado,mais o que justifica são as viagens a trabalho de Junior que passa até uma semana fora e como ela acorda ate 2 vezes na madrugada é complicado ser o contrario.
Tentei fazer esse esquema e logo de cara ela não aceitou a vitamina no copinho e na hora de dormir o berço para ela é o lugar menos convidativo da casa.Então quero mudar um pouco isso e esse final de semana ja vou transformar o bercinho em cama ,claro colocando uma gradizinha na lateral,para que ela veja alguma mudança e goste.Vou tentar tudo novamente e variando quando for necessario e se você tiver uma sugestão pode comentar para dar aquela ajudinha rsrsrs...

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Reduzindo as mamadas

É minha princesinha já esta ficando uma mocinha, cheia de personalidade e muito sapeca. Mais ainda um bebê que adora mamar e olhe que não tem hora para isso, e mesmo já comendo verduras e frutas , a hora de mamar é sua preferida.
 Mais sabia que uma de minhas horas preferidas também porque é um momento em que dou uma freada no meu dia corrido. Só que não é fácil administrar isso a noite,porque Bruna acorda umas 2 ou 3 vezes a noite para mamar e logo no dia seguinte tenho que estar inteira para mais um dia.

Hoje tenho a necessidade de controlar essa fase porque no ano que vem volto ao trabalho. Na ultima consulta falei com a pediatra que deu dicas de como agir, mais antes de falar sobre a redução das mamadas vou falar o que significou esse momento, claro do meu ponto de vista.
Quando soube que estava gravida tinha a certeza de  que queria amamentar e ser feliz .Só que nem tudo são flores então durante esse período soube de historias difíceis , como mães que tiveram fissura mamaria ,mastite, leite que” empedra” entre outras coisas e por isso muitas acabavam deixando de dar mama aos seus filhos.
Resolvi então ir a fundo para saber como lidar com as possíveis adversidades. A primeira coisa foi verificar o tipo do bico do seio, o meu era semiplano ,comprei a concha que usei a partir do 6 messes de gestação e depois no pós parto. Depois estudei sobre a pega do bebê no bico do seio e verifiquei que a forma correta e que ele pegue toda a aureola do seio então desde o inicio da amamentação de Bruna procurei fazer de uma forma que ela pegasse toda a região.
Então no inicio, graças a Deus, tive pequenos contratempos com a amamentação porque sempre seguir o que os “entendidos” falavam como tomar sol na região dos seios, fazer massagem para evitar que o leite tivesse um grande acumulo, sempre controlei o tempo de mamada nos dois seios, quando ficava com fissura passava o leite materno e cada dia cuidava da minha alimentação.
É claro que tive algumas dificuldades, lembro que uma das piores foi no segundo dia que estava nos hospital após o parto de Bruna e ela não estava conseguindo sugar o leite,  entrei em desespero, chamei a enfermeira ela me explicou que seria a fase de apojadura normal que acontece e a forma de cuidar seria com massagens ao redor dos seios.
Enfim apesar das dificuldades amamentar e tudo de bom. É saber que você esta protegendo seu filho de doenças; é carinho e amor é desacelerar o seu dia de forma a curtir sua cria e ver ela  ou ele crescendo; a olhos nus ,em resumo é um ato de amor.
Hoje já existem clinicas para orientar as mães sobre o ato da amamentação e suas possíveis agruras ( não são poucas) mais são suportáveis, então temos que ter coragem.
Hoje Bruna tem 1 ano e 6 meses  ainda mama e se eu permitir o dia todo, por isso a minha necessidade de controlar, só que ainda curto muitoooooooooooooo esse momento só nosso e tenho a certeza que quando essa fase passar vou sentir falta.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Mães guerreiras

Estamos chegando ao fim do mês de maio, um mês que considero dedicado a família, pois é o mês das noivas (formação de uma nova família) e mês das mães, por isso ofereço esse post a mães que a cada dia vivem fortes emoções  ao lado dos seus filhos.

Em período de estagio da faculdade passei por vários hospitais e em media fiquei um ano de estagio. Passei por  varias modalidades e teve uma que eu não queria mais foi inevitável a  UTI pediátrica .
O motivo da minha resistência era a certeza de que as historia clinica de cada paciente ficaria como lembranças  em minha memória, porque tenho a opinião que lugar de criança é fora de hospital.
Sempre valorizei a luta de minha mãe que sozinha criou dois filhos, mais a cada dia na unidade de terapia intensiva ao saber da historia clinica de cada paciente e suas mães( e quando falo de mãe é aquela que cuida então  tinha avó, tia...) eu entendia o quanto é difícil sozinha “segurar a onda”.
Muitas crianças já estavam há meses e ate anos em uma rotina hospitalar, malmente as mães iam a casa para trocar a muda de roupa, logo voltava para perto dos filhos. E quando perguntava se estava cansada elas diziam que o que importava era a recuperação dos filhos e mesmo se pudesse demorar um pouco  em casa não ficaria tranquila.
Infelizmente o quadro clinica das crianças eram de uma delicadeza importante e o fato triste é que algumas  não voltava para casa. E quando a assistente social adentrava a UTI  era o momento mais tenso porque os médicos  após uma avaliação  que não era positiva  passava para ela que sempre se reportava a família. Pior momento de se presenciar imagine de passar por eles. E mesmo depois da noticia, é claro, a reação de negação de muitas mães por não aceitar a separação do filho ainda assim tinham  forças para continuar ate quando fosse a vontade de Deus da separação física.
E o mais legal é ver que varias mães que estavam passando por situação igual ou ate pior se confortam e dão umas as outras palavras de paz e amor como uma grande família. E essas mulheres guerreiras além de passar pelo internamento dos filhos também passam por momentos pessoas difíceis como o marido que não aguente a situação se separa, outros filhos que não tem um alguém para dar assistência, falta de dinheiro. Mais mesmo assim elas cultivam pensamentos positivos que logo tudo aquilo vai passar.
 Existem outros exemplos de mães que lidam com adversidades como filhos especiais que precisão de extremos cuidados e dedicação, a perda de um filho e isso independe se é pequeno, grande ou ainda no ventre é uma dor que só quem passou para saber, mais mesmo com dificuldades são pessoas que tem fé e tenta olhar tudo através de um prisma positivo.


Com o exemplo dessas mães sinto orgulho de ser mulher e mãe, olho pequeno e grandes problemas de forma mais positiva possível e aproveito e muito todos os momentos com minha pequena.




sábado, 12 de maio de 2012

Ser mãe é...

Mesmo reunindo todos os adjetivos da língua portuguesa ,não seria o suficiente para descrever o  que é ser mãe.
Realmente ser mãe precisa de dedicação integral ,independente se trabalha fora ou fica em casa a todo  momento, o pensamento sempre tem uma direção   certa   que são os  nossos  pimpolhos.
É incrível como o filho muda as nossas vidas, e fazendo uma comparação de minha vida de casada sem filhos e muita mudança mesmo.  Por exemplo, eu saia para trabalhar e quando chegava em casa tomava um banho e dormia ou deitava na cama para assistir televisão  e hoje ao sair quando chego tenho que dar banho em Bruna dar sua comida e só descanso quando ela esta ” prontinha”.
Quando era final de semana sepre saia com os amigos a noite e voltava tarde e hoje só rola matinê. E sempre é assim sou a primeira que acordar e a ultima a dormir, mais sabe, é uma situação maravilhosa e hoje sem essa rotina eu não sei mais viver.
Antes de ser mãe, sabia que era maravilhoso a maternidade ,por relatos de amigas ou mesmo vivenciar alguma cenas na rua ou em qualquer outro lugar de mãe e filho. Mais quando Bruna nasceu  tive a certeza disso.
Ser mãe é acima de tudo um aprendizado e uma dessas lições foi aproveitar cada momento com seu bebê, pois o tempo passa muito rápido. Parece que foi ontem que Bruna nasceu e hoje é uma mocinha cheia de personalidade.
Tive a sorte de ser filha de uma mulher maravilhosa e guerreira e de ter o carinho de tias que também se tornaram verdadeiras mães. Esse exemplo foi importante para saber que mãe é aquela que cria e não somente quem da a luz.E mesmo minha mãe trabalhando o dia todo sempre ,mesmo cansada, tinha um tempo para os seus  filhos e esses momentos eram maravilhosos quer dizer ainda são
Então para todas as mães blogueiras, um especial dias das mães com seus pequenos milagres .

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Não basta ser pai tem que participar!

 “Quando nasce um filho junto nasce uma mãe “e realmente é verdade porque quando escutamos aquele chorinho na sala do parto muda tudo mesmo, o jeito de pensar e agir ficam diferentes”.
 Mais quando é que o pai nasce? e essa historia que estamos grávidos é realmente verdade? e seu marido ajuda a cuidar do bebê? E na hora de sair com os amigos seu marido reveza com você para cuidar do pimpolho?
É amiga blogueira será que existe o marido e pai perfeito? Se você tem a receita passa por favor, porque queremos saber rsrsrsr... Brincadeiras a parte, próximo ao dia das mães nada mais justo do que falar da missão de ser pai , os seus amores e dissabores da convivência diária.
Dá descoberta da gravidez e durante a gestação a mãe nem dormindo deixa de ser mãe, pois muitos pequenos escolhem o período da noite para ficar acordados. Mas e o pai? Em qual momento desperta e fala: poxa eu sou pai!
Quando o bebê nasce, por serem pequenos e delicados muitos pais não tem segurança para trocar faldas e dar banho. Então a relação é de amor e cuidados com o arrotar ou botar para dormir, mais quando passa essa fase e o baby fica mais “durinho” e cheio de graça o pai se tornam pleno e realizado cheio de brincadeiras e gracinhas se tornando mais presente em todas as situações.
Essa característica revela o meu ponto de vista que leva em consideração a vivência pessoal. Tenho a  opinião de que  ser  mãe é ,também, saber administrar a relação que passa de casal para  o ser a mãe e o pai .É saber compartilhar  a sua experiências  e   responsabilidades com seu esposo e  dividir mesmo as tarefas diárias que tem  com  seu filho de modo a ser uma mediadora entre eles.
Porque eu falo isso quando Bruna tinha dois meses meu esposo começou a trabalhar viajando então fiquei com toda a responsabilidade e cuidados sozinha durante o periodo que ficava fora. Além disso era somente nos duas em casa então quando chegava final de semana e ele estava em casa eu já estava no automático e fazia tudo não dividia as minhas atividades diárias com Bruna  e no final do dia estava aborrecida pois estava sobrecarregada de tarefas e sempre tinha uma DR  .
Isso nos acompanhou ate pouco tempo , até em nossas saidas  com  amigos e Bruna ficava no parquinho, sempre eu estava com ela,  é ótimo, mais cansa. Então resolvi abrir o jogo e resgatar o nosso relacionamento mostrando através da vivencia diária o quanto é cansativo ser mãe, dona de casa e esposa. Como resultado  temos melhorado o nosso convivência  evitado grandes aborrecimentos  e unido a nossa família mais e mais .
Quando todos ajudam o muito fica pouco!

 

terça-feira, 17 de abril de 2012

Como lidar com o gênio forte dos filhos? Parte II

Nesse novo capitulo venho falar como estou lindando com o gênio forte de Bruninha.

Como havia comentado a gatinha da casa tem despertado sentimentos hora egoísta, hora uma birra sem motivo e a  teimosia.  A cada momento identificando tais situações tenho tentado trabalhar isso nela e estar sendo melhor do que pensei ,tenho descido com Bruna constantemente para brincar no parque e noto que a cada dia ela tem se virado bem, claro com a minha supervisão, com outas crianças e seus variados comportamentos.

Noto que ela esta mais conformada quando uma criança não quer dividir o brinquedo  ela não chora mais ou sai correndo com  ele na mão . Apenas tenta ficar brincando se não consegue ela sai e vai procurar outro brinquedo ou brinca com o outra criança.

Mais nem todo o dia é assim hoje mesmo ela pegou um ursinho de uma amiga e ficou nervosa quando a mesma quis ele. Mas com ajuda de Leticia ,sua babá, procuramos outras brincadeiras e ficou tudo tranquilo.

É engraçado que a criança e um ser com muitos sentimentos todos misturados porque ao mesmo tempo em que a criança sorrir em poucos minutos chora, fica feliz com a novidade e quando fecha os olhos, surpresa! nem ai para o ‘velho’ É tudo bem extremado e sincero .


Venho trabalhando com ela o repartir, sempre solicito que ela nos entregue algo e sempre agradecemos e pedimos, por favor. Ela ainda tem seus momentos de birra quando por exemplo quer ficar no parquinho na hora de sair ou quer ir para algum lugar que não pode ,mais são fases que as poucos vai passando .

Tenho lido alguns artigos e seguido algumas sugestões que aos poucos venho publicando e sugerindo para leitura.

Ainda estou construindo uma forma de agir com Bruna e acredito que não vai ser fácil chegar ao resultado final porque o comportamento muda muito rápido . Mais nesse momento estou muito orgulhosa da forma como a princesinha vem lidando com varias situações .




quinta-feira, 5 de abril de 2012

“Tudo junto e misturado”Sensibilidade de Mãe

Bruna é uma gatinha muito sapeca e boa de boca, quando por algum motivo ela muda esse comportamento já fico preocupada, pois sei que algo está errado. Na quinta feira era umas 23h00minhrs quando ela sem nenhum motivo aparente começa a chorar forte, pulei da cama e tentei acalma-la  mais nada dava certo até o peito, método infalível, não funcionou.

Como ela estava com a cabeça quente resolvi da um antitérmico que serve para dor também esperei o resultado e graças a Deus a cabeça já não estava mais quente e logo em seguida dormiu.

“Nada melhor que o dia após o outro”. Quem disse? Bruna ficou o dia todo molinha, não quis comer direito e no período da tarde a cabeça novamente ficou quente e isso perdurou ate o domingo quando resolvi ir para emergência. Chegando lá totalmente lotada, então já sabia que o dia  seria longo. Então pus em pratica o olhar algum ponto positivo no meio do caos que me  levou a conhecer novas mães e novo historia de vida e isso eu acho bem legal.

Bruna então fez um exame de sangue e no resultado a médica falou que foi uma pequena infecção, não falando a causa, pediu para observar se haveria novos episódios de febre e já que não teve nenhum comprometimento respiratório ela não passou nenhum remédio (acho ótimo porque não gosto de medicamentos a todo o momento).

Depois de seis longas horas na emergência, voltamos para casa. Hora do almoço ,tentei da sua comidinha mais ela não quis ,fiz uma nova tentativa foi quando percebi que a colher ao encostar na boca provocou dor, Bruna começou a chorar passei o dedo na gengiva e lá estava um dente tentando sair e para somar a isso tudo na parte inferior da língua duas belas aftas.

Então esse mal estar de minha pequena era a soma da infecção provavelmente de algo que colocou na boca, o dente nascendo, inclusive perguntei para a medica se a febre poderia ser por conta do dente e ela disse: que o nascimento dos dente pode causar febres pequenas mais 38c deve ser investigadas. Então devemos ficar atentas nesse caso porque vira e mexe alguém fala “É febre? só pode ser os dentes “e não é bem assim.

Foi ai que me dei conta o quanto é necessário ter a sensibilidade e perceber o que esta de errado com seu filho e principalmente como ajuda-lo faz toda a diferença. Em um primeiro momento senti que Bruna não estava bem, levar a uma emergência foi um passo importante para descartar qualquer agravante da sua integridade física, é claro que não é a todo o momento que vamos levar correndo ao hospital porque muitas vezes vai com uma doença e volta com outra. Falar com o pediatra ou observar se a situação persiste por alguns dias e o alerta necessário.


Em um segundo momento perceber que também o dente e a afta incomodava ela foi excencial, pois dai pude ofertar uma comida mais pastosa e colocar uma colher de silicone mais macia facilitando sua alimentação. Foi bom porque ela começou a comer sem medo de sentir dor.O importante é perceber os sinais que nossos filhos nos dão, porque através deles que percebemos se algo esta diferente. Isso me remete as crianças que passam por algum momento difícil que muda o comportamento e muitas vezes os pais ocupados acabam não percebendo que seu filho tem algum problema.

Hoje Bruna se recupera bem e se Deus quiser e com muito amor até domingo vai esta tudo otimo!

quinta-feira, 29 de março de 2012

Como lidar com o gênio forte dos filhos? Parte 1.

Acho que todos já ouviram algo do tipo “você é uma caixinha de surpresa” e realmente todos nós temos algo guardado dentro de nossa personalidade que espera o momento certo para se mostrar. Por exemplo: um dom (cozinhar,pintar,falar),uma personalidade, uma atitude , enfim temos sempre algo para mostrar.

Quando viramos mãe é normal você se perguntar como vai ser a personalidade do seu filho e até mesmo arriscar falar que é assim ou assado, tomando por base alguns comportamentos quando bebê. Bruna a cada dia traz uma surpresa diferente, pois ela se mostrar sempre disponível a descobrir coisas novas, é também muito legal ver suas reações.

Quando criança minha gatinha sempre foi muito tranquila, teve poucas cólicas, os dentes nunca foram motivo para grande mudança de comportamento, as vacinas poucas vezes causaram reações, e a introdução as papinhas e sucos não deram trabalho, exceto no inicio.

Sempre fiz tudo dentro de casa porque ela gosta de brincar sozinha ou assistir a Tv, então sempre foi tudo muito tranquilo, tudo se encaixava bem.

Mas as fases de desenvolvimento da criança acontece muito rápido e quando você menos espera tudo muda e a “caixinha de surpresa” se revela . Ai chega hora de colocar alguns limites e começar a criar minha gatinha para o mundo. É complicado isso porque eles não tem manual de instruções então você acaba tomando por base a sua criação e a leitura do que você sabe que é certo ou errado e vai” tatiano” como lidar com as circunstâncias.

Quando Bruna começou andar o mundo ficou pequeno para ela e tudo virou uma novidade, é um mexe dali, sobe aqui, e eu sempre falando não, não... E sempre ela fazendo o que não podia. Ai resolvi então mudar atitude e ser mais firme ficando ao nível dela, olhos nos olhos e falo firme “não pode não. Mamãe esta falando” ai ela olha tenta novamente eu repito o gesto e ai ela chora, olha e para de fazer.


Tudo isso divagar sem reprimir, sem gritar só mostrando o que pode ou não fazer. Só que não é fácil, agora mesmo quando passamos pelo parquinho aqui do prédio onde moramos, ela chora e se contorce querendo descer para ir lá à hora que for. Um outro dia nos fomos a uma loja comprar uma maquina de lavar e ela corria de um lado para outro do estabelecimento parando apenas quando viu um quarto infantil cheio de brinquedos. Então apontava com o dedinho e conversava em sua língua,mostrando as coisas.

Outro fato ocorreu em um domingo que fomos brincar no parquinho , ela viu seu amigo Vitor e rapidinho pegou a bolinha dele e saiu correndo , não querendo devolver a bola ,mesmo eu falando “dê mamãe” ela nada. Vitinho super tranquilho parecia que não queria nem a bola mais mesmo assim percebi que precisava trabalhar o desapego com ela, mesmo sabendo que é novinha , é uma fase comum, mais fiquei bastante preocupada com essa atitude e ate questionando as minhas atitudes como mãe se não estaria mimando ela (coisa de mãe).

Então falei para Junior sempre pedir algo a ela para trabalhar o desapego e graças a Deus estar dando o resultado pois ela agora compartilha as coisas na hora de brincar com outras crianças, mais ainda está com gênio forte .

Eu comecei a observar o comportamento das amiguinha de Bruna , que é muito parecido em relação ao apego com os brinquedos ,a birra quando quer algo, umas com menos intensidade outras com mais. Concluir que o diferente é realmente a maneira de conduzir a situação.

Então essa primeira parte do post, vou pedir conselhos rsrsrsr... Para quem passou ou esta passando essa fase, eu vou ler e pesquisar uma base a ser seguida já que ,cada um é de um jeito, e volto com o assunto.

Vou encerrar com uma frase perfeita ”Educai As Criancas E Nao Sera Preciso Punir Os Adultos" onde li não tinha o autor mais diz tudo.