terça-feira, 1 de outubro de 2013

Quando o coração de mãe fala mais alto.

Quando viramos mães acabamos assumindo um cargo de  protetora de nossos rebentos.Mais nem sempre vamos estar por perto quando algo que não seja bom acontecer, ai temos que assumir o lugar de mãe que cria o filho para o mundo e não para si mesma.Vou dizer o que ocorreu em um final de semana com  Bubu.

Logo pela manhã após ter feito as coisas em casa fui visitar minha mãe , Bruna e Junior ,também
foram. Lá encontramos  uma colega de Bruna , mais velha de  5 anos, que sempre brincava com ela , só que dessa vez ela parecia não muito feliz de ver minha gatinha, porque ela estava com outras amiguinhas  de sua idade.Então ela se esquivava e minha pequena ,inocente de não saber que estava sendo" excluída" ainda tentava se enturmar sem êxito.Não fiquei feliz  com isso ( claro)mesmo sabendo que se tratava de crianças ,mais mãe é mãe ,então levei ela para o parquinho de casa .

 Mais foi aquele velho ditado sair da frigideira para panela quente , porque  encontramos mais duas coleguinha de Bruna só que agora da mesma idade .Porém as  duas são muito unidas e mais uma vez minha pequena  não foi bem recebida , logo uma dessas coleguinhas começou a "excluir" minha pequena  que ia  atrás dela para brincar e a mesma se afastando e chorando porque nao queria brincar com e Bruna.

Percebendo essa indiferença da colega ,Bruna logo  começou  a chorar, ai foi duro meu coração de mãe ficou abalado mais sabia que se levasse ela para casa estaria prejudicando o seu desenvolvimento, no sentido que nao daria oportunidade para que ela mesmo pudesse lidar  com as situação difíceis .Fiquei a parte apenas observando o comportamento de Bruna, a baba que estava com as duas meninas falou com outra colega para brincar com Bubu, entao foi ai que ela ficou mais feliz e depois de um tempo a segunda colega se aproximou e todas brincaram em paz.

Ainda no periodo da tarde sair com ela  que  se divertiu  muito e na semana seguinte o seu primo Artur teve aqui e foi uma maior festa.

              
         Aqui em um pula pula   legal.
 
 
                                                        Em um parquinho perto de casa.
 
 
 
                                                                       Aqui em casa.
 
 
 
                                               Em uma livraria para um show de Mágica.
 
Como mães, minha opinião,  a melhor forma de proteção de nossos filhos e mostrar a ele que nem sempre tudo da certo e que devemos saber lidar com todas as situações  mesmo sendo apenas crianças.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Susto! Para cuidarmos de nossa família devemos nos cuidar primeiro!

Lendo o enunciado parece meio óbvio isso ,mais digo a você que nem sempre é  o que acontece.
Sou ,como  já falei aqui, fisioterapeuta então sempre tive informações sobre doenças tratamentos ,entre outras coisas, então seria claro que cuidar de minha saúde fosse obrigatório mais não foi bem assim.

No período de faculdade percebi que em baixo da orelha estava crescendo um nódulo e a medida que o tempo passava ele se desenvolvia mais  a ponto de procurar um especialista e fazer alguns exames ,inclusive de pulsão,que é um proscedimento dolorido mais necessário. E com o resultado dito como benigno acabei deixando esse tumor de lado e cuidando de minha família,me formando
trabalhando ,engravidando.  Bruna com três meses na hora da amamentação passei a mão no pescoço notei uma pequena elevação fui para minha ginecologista e ela passou uma ultrassom da tireóide  e tinha três nódulos que surgiram após a gestação.Fiquei preocupada e comecei acompanhar isso com uma endocrinologista e já me lembrei daquele na glândula parotida e vim perceber que ele já me causava o desvio na parte de baixo de minha boca ,então resolvi marcar novamente um medico de cabeça e pescoço .

Chegando lá a medica me tratou bem e tudo mais ,só que a medida que ia contando a minha história ela começava a dizer "isso não é coisa boa "  e falava que eu  teria paralisia facial após a cirurgia,que tinha caracateristicas de câncer e para arrematar me falou do seu paciente que veio a falecer.Sai do consultório arrasada ,estava sozinha porque Junior ficou com Bruna,e quando cheguei em casa chorando e falando  que iria morrer  e tudo mais.

Fiquei bastante preocupada e comei a futucar a Internet e achava cada doenças terrível e comecei  sentir uma tristeza grande.Como sou muito crédula na palavra de Jesus e Santa Maria ,comecei a rezar e pedir tranquilidade no coração  e com ajuda de minha família ,principalmente de minha filha e esposo,fui melhorando e voltando ao normal.

Tratei de procurar outra médica e encontrei um anjo chamada de Lise Barreto que foi desde inicio muito gentil e atenciosa,marcou minha cirurgia e me traquilizou.Claro que você não fica  completamente normal porque como mãe já pensa nos filhos e no meu caso também em minha mãe,tia e irmão que  eu  cuido, mais ao mesmo tempo eu conseguir resgatar minha fé ,que por conta do corre corre do dia não estava  podo em pratica.

Então no dia 14 de agosto fiz minha cirurgia que foi difícil, porque o nódulo  estava profundo, ainda tive uma complicação voltando a ficar internada  para drenar um hematoma .Mais a todo o momento me mantive calma e confiante da vitória. Hoje estou  em franca recuperação ,não fiquei com paralisia facial apenas um desvio na parte de baixo da boca e apenas no aguardo da biópsia  do tumor para que possa então traçar,se for necessário,um tratamento complementar.
 
Estou relantando essa história não  para me expor minha vida e sim  como um alerta a todas aquelas que estão passando por  situações parecidas  de ter um problema e protelas a cura .O nosso corpo sempre da uma alerta quando algo vai mal e  mesmo se iso não  ocorre e necessário fazer exames de rotina ou ate mesmo o auto exame como o de mama e tireoide.Vale mais pecar pelo excesso do que por falta de cuidado mais é claro sem neura.

Aproveito    e agradeço a todos que me deram força no período da cirurgia mandando energias positivas , mais principalmente a minha sogra Ligia  e cunhada Alexsandra que cuidaram de minha pequena, minha mãe que meu deu sempre uma base religiosa  desde pequena sendo muito importante nesse momento , minha prima Angela que esteve comigo no Hospital me dando força, Juliana Paraguasú  e sua mãe que estiveram  presente e por ultimo mais não menos importante ao meu esposo que sempre esteve  comigo em todos os momento  de forma a me dar força e alegrias e minha pequena princesa razão de minha vida.





quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Família nosa de cada dia !

Esse mês foi um do tipo tudo em família,atividade na escola de Bruna ,dia dos avós,oficina de música em família e um encontro bem legal na casa da bisavó  de Bruna .Então  essa postagem e dedicada ao núcleo familiar e suas bases.

É bem interessante como em um piscar de olhos passamos de filhos para país e nossas mães passam para avós e depois para bisavós  e assim por diante .E como uma boa criação nos faz falorizar o tempo envestido nas relações pessoas.

 Eu tento sempre dar amor e atenção para Bruna de forma nunca esquecer de dar limites e estabelecer regras algo que acho fundamental para formação do caráter humano.Sempre mantenho minha pequena comigo e levo para todos os cantos tentando aproveitar da melhor forma essa fase em que os filhos pedem nossa companhia.

Sei que em alguns momentos isso pode parecer super proteção mais me sinto feliz por conseguir passar bons momentos com minha pequena.E tenho isso em mente desde pequena quando minha mãe nos levava para todos os tipos de divertimento possível em Salvador e mesmo trabalhando a semana toda ela reservava o final de semana para sua família  e hoje como mãe vejo o quanto foi importante esses momentos e procuro fazer o mesmo com Bruna.

Dia 20 de julho foi um dia de brincadeiras na escola e com isso a família foi convocada para uma manhã divertida  então Junior foi com Bruna ,já que tive uma prova nesse dia, e os dois aproveitaram de montão com as brincadeiras e pintura em pano .Logo em seguida foi o dia da avo dia 26 de Julho e a escola preparou uma tarde de brincadeiras e lanche com direito a rodinha e serenata .Tudo de bom para homenagiar essas companheiras que tenho e que ajudam na criação da peqena e que cuida dela quando vou resolver algo.


No final de semana seguinte foi a vez de visitar a bisavó de Bruna , Dona Carmelita, que mora a uma hora de Salvador e foi uma super reunião de família  do meu esposo e Bruna adorou pois brincou com os primos e ganhou até presentinhos.


No domingo a pequena resolve me surpreender com uma ação super mãe com sua boneca de dar comidinha na boca e cobrir ela pois estava com frio .

 

Diga se haveria outro assunto para se tratar se não o da família? 
 
Família não tem receita de bolo, muitas vezes da certo outras nem tanto ,mais o importante e sempre manter o amor e respeito como base de tudo.
 




domingo, 7 de julho de 2013

Termino das férias e início das aulas.

Pois é,depois de um pequeno afastamento devido a alguns problemas (meus)  de saúde  que estão precisando de cuidados, vou postar  em breve, e por conta de Bruna que também ficou gripada, volto hoje a rotina de postagem com novidades das primeiras férias escolares de Bruna e como fiz  para aguentar tanta energia em casa.

Aqui no Nordestes as férias escolares acontecem em junho, coincidindo   com uma data muito comemorada aqui que é o São Joao.Então dia 20 de junho foi o encerramento do colégio com direito a comidas típicas para os pequenos como: amedoim cozido,milho,bolos de milho,aimpim entre outras comidinhas maravilhosas da época e uma super apresentação junina com os pequenos a caráter.

 
                                              na quadra da escola com os coleguinhas



                                                                  êita caipira danada.

Nesse dia de encerramento  do semestres a professora deu um caderno com as atividades do semestre da matéria de artes.


Na semana seguinte procurei entreter a pequena com brincadeiras ,desenho ,pinturas e sempre revisando o que ela na escola aprendeu. No final de semana era dia de procurar atividades fora do ninho  então logo de cara a biblioteca perto de casa do colégio Thales de Azevedo organizou um projeto bem legal no qual a criança a partir de uma historia iria reproduzir a mesma com sua linguagem e ponto de vista fazendo desenhos em um livro de pano bem legal
 
 
 
    
    A historinha era da conversa de uma minhoca e vários bichos incluindo o temeroso crocodilo

                                             
                                    Na companhia do primo Artur fica tudo mais divertido


                                                    O papai também participou da diversão

No mesmo dia um grupo de voluntários criou uma feira de troca de brinquedos  levantando a bandeira do não consumismo infantil.E foi muito legal porque o intuito  foi a troca de brinquedos ao invés da compra .
 Isso foi um movimento realizado em varias partes do Brasil e aqui em Salvador foi realizado na área comum de um museu (palacete das artes) e teve apresentação de um grupo infantil musical chamado  canela fina e outras atividades como pintura ao ar livre ,com  participação de mais ou menos  mil pessoas.

a
O esquema era cada criança levar brinquedos e livros em bom estado ,na portaria as voluntarias colocava  o nome nos  brinquedos e cada criança fazia  exposição dos mesmo e já começava a barganha para a troca .Minha gatinha trocou dois brinquedos e de uma fofinha ganhou uma linda boneca  moranguinho.

                                            
                                               Aqui em um momento lúdico de pintura

E para fechar com chave de ouro essas férias um shopping  fez uma tarde lúdica com a turma da môni ca  que ela adora ,claro que tivemos que ir.

 
 
 
 
 
 
                                    Só faltou o cascão que logo a minha pequena sentiu falta
 
 
Bom agora e hora de recuperar as energias e voltar as aula, vai ser um pouco diferente pois a pequena já vai para as aulas sem fralda.
 
 
 

 
 
 
   

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Icentivando a imagiação

Na semana do dias das mães nada melhor que aproveitar com a família, então  logo na sexta feira foi a festa do dias das mães na escola de Bruna onde seu grupo  fez uma apresentação linda que infelizmente não deu para filmar pois ela começou a chorar quando me viu e eu de tão emocionada também não conseguir controlar as lágrimas.Mais foi muito legal e importante por se tartar da primeira homenagem nesse  dia tão especial.






Essa foi a lembracinha que a escola deu para as mães.Minha lindinha !!!!!

Já no sábado queria algo diferente ,já que os finais de semana temos que sair do trivial,então a livraria saraiva (aqui em Salvador) ofereceu o final de semana didicado as mães e filhos com várias propostas  de diversão com diferentes horarios , participamos de um atividade com material material  reciclável com intuito  trabalhar a imaginação.
Então o grupo Trasludo passou um pequeno filme sobre uma garoto que com uma caixa de papelão se divertiu inventando várias brincadeiras que no final acabou envolvendo todos da família  então colocamos a mão na massa  utilizando caixa de papelão ,papeis coloridos,cola,fita adesiva  entre outros materiais.



 Resolvemos fazer um Bob Esponja calça quadrada ,o personagem preferido de Bruna, e o mais legal que todo mundo fez uma parte   e no final a obra prima foi tão real que  a pequena  perguntava "posso abraçar o bob papai?"e melhor foi tudo sem o velho e bom consumismo desenfreado.
No domingo fui almoçar na casa de minha mãe e foi otimo pois coloquei o dvd elas catam Roberto Carlos e minha tia e mãe ficaram apaixonadas e no final as crianças fizeram a alegria da casa .


Mais o que foi perfeito nesses dias foi aproveitar os momentos com a família toda junta e com saúde.



domingo, 5 de maio de 2013

A primeira vez sempre marca.

Após ficar um pouco avastada do blog ,por estar me recuperando de uma baita gripe e cuidando de minha pequena também.Volto com um post que fala como duas experiências diferentes podem marcar.

Quando dizem que a primeira experiência sempre é a que fica marcada não é mentira .Ha duas semanas atraz Bruna estava bem enjoada e chorosa ,eu ja sabia que estava acontecendo algo e quando passou o tempo ficou marcada uma senhora gripe do estilo que tosse e bota a comida para fora.Entrei com  medicamentos e descanso.

Em menos de dois dias quando vou buscar ela na escola  noto que ela estava com a cabeça quente e no dia seguinte ela ja não conseguia engolir mais nada e sempre apontando para boca quando referia dor.Eu olhava e procurava e não encontrava nada e sempre ela se queixando, cheguei a ponto de pensar em cárie nos dentes.
Como coincidiu a ida para a pediatra , fiquei tranquila, e no consultório ela  identificou uma estomatite atraves de placas que estavam na garganta de Bruna .Pense no terror fiquei apovorada por  nunca  ter passado por isso ,então Dr Zuleide esclareceu que era algo que se pega no ar e que se tem um prazo medio
 de 8 dias para o virus sanar ,passou um remedio,e soro para fazer a higiene bucal.Então munida de cuidados fui tratando a estomatite e graças a Deus passou em menos de 2 dias .

Para aliviar  atenção então fui com a familia para uma exposição de animais aqui em salvador e Bruna como adora animais ficou super empolgada e pela primeira vez montou em um cavalo e adorou .Que bom!!!

sábado, 13 de abril de 2013

Respeitando o tempo dos pequenos.

É comum criarmos uma expectativa em torno dos nossos filhos e prejudicar de forma indireta o seu desenvolvimento.Isso acontece quando a expectativa se trasnforma em ansiedade por parte dos pais perante seus filhos(ou seja forçamos uma barra).

Como exemplo: quando tem uma roda de mães comentando sobre o desenvolvimento dos seus rebentos é normal sentirmos  uma certo desconforto emocional se o nosso filho não acompanha a maioria,criando aquela pulga atrás da orelha do tipo "será que essa demora é normal?"

Quando tive Bruna teve alguns momentos dessa ansiedade ,mais dentro do possivel procurei neutralizar esses pensamentos.

Um exemplo  marcante foi quando Bruna começou a andar.Ela não engatinhou foi direto para o andar e isso só aconteceu com 1 ano e 2 meses de idade ,fato esse que me deixou muito preocupada devido a maioria dos seus amigos já estarem "pulando" praticamente ,mais só foi  ter paciência e aguardar o seu tempo certo ,ela começou a andar e logo depois só correr rsrsrs...

Hoje  com o desfralde "demorado" de Bubu  lido com esse sentimento de ansiedade novamente mais controlando sempre ,mesmo naquelas horas em que ela sabendo que deve fazer no pinico e acaba fazendo na calcinha.Tudo  para não impactar em sua evolução.Mais fazendo um retrospecto do início que ela não queria nem sentar no pinico para hoje que a unica dificuldade é o coco vejo que estou respeitando o seu tempo. 

Na escola Bruna tinha dificuldade de sentar nas rodas de atividades ,com o trabalho da professora em dar estimulos lúdicos para prender a sua atenção em cada tarefa   vêm  dando resultado pois minha pequena esta mais atenta e participativa nas atividades do colégio. 

 Hoje como mãe  trabalho sempre a paciência e respeito muito o tempo de minha gatinha. Vejo que ansiedade não ajuda em nada o desenvolvimento de nossos pimpolhos  e sim estimulos positivos quer seja verbal o através de exemplos e nunca comparações porque cada criança é um ser individual.


segunda-feira, 1 de abril de 2013

Feriado de Páscoa

Coisa boa um feriado ,ainda mais prolongado.Aqui em Salvador a sexta feira santa nos comemoramos em família comendo peixe ,carurú e vatapá no almoço.No domingo de páscoa fomos para casa de minha cunhada e Bruna curtiu muito com Artur seu primo , mais antes resolvir fazer uma surpresa .Imprimir umas patinhas de coelho e espalhei pela casa , escondi um ovo com um coelhinho para observar sua reação que foi muito legal. Ela ficou feliz abraçava o coelhinho,comia um pedaço do ovo ,usava o relógio que veio de brinde.




Na casa dos primos Luana e Artur

E foi uma festa só, teve pintura,colagem dos coelhinhos e ovos de páscoa


´



             Essa data eu considera indispensavel para reflexão de nossos valores e a necessidade de sempre ajudar o proximo ,isso todo o dia,como minha pequena ainda não tem uma real maturidade para entender a importância disso eu nesse momento trabalho com o ludico  sempre dividindo o que "é dela ".Exemplo ela levou seu ovo para comer com toda a familia e fazia questão de dar um pedacinho para cada um.Essa é minha pequenab rsrsrs....

Até a proxima!

   

quarta-feira, 20 de março de 2013

Ficando de molho com Bruninha em casa

O final de semana sempre é especial por vários motivos ,entre eles a possibilidade de sair da rotina e ter a familia reunida.Só que esse final de semana não foi tão bom assim.

Primeiro, teria curso o final de semana todo e segundo e mais importante minha pequena não estava muito bem. Durante a semana tinha percebido que Bruna tinha diminuido o apetite , de forma discreta,algo que não chegou a preocupar .Só que na sexta percebir que estava com uma tosse constate ,inclusive após o  almoço chegou a vomitar por isso,como estava sem febre e brincando normalmente  seguir sua nova rotina de ir ao colégio.Quando fui pegar ela na escola sempre pergunto se lanchou direitinho e se comportou bem e tudo normal inclusive foi aniversário de sua amiguinha e ela se divertiu muito.

Já no sábado a tosse aumentou , inclusive ela não tinha dormido bem ,mais sem febre só com a cabeça um pouco quente.Fui para curso e nos intervalos  sempre ligava ,mais não tinha boas noticias como:não comeu nada,não que beber água e o pior de tudo não almoçou e nem jantou.

Quando Junior foi me pegar  e ao entrar no carro  minha gatinha é sempre muito contente e estava super abatida ,ao pegar nela percebir que estava com bastante febre, então ao medir a temperatura deu 39.8 graus de febre.Dei a louca e sem nem tomar banho fomos a  emergência, lá a medica examinou,  deu antitérmico ,nebulização e por ultimo um Rx de torax no qual foi constatado principio de bronquite.

Segundo doutor Drauzio Varella : 

Bronquite

Bronquite é uma inflamação dos brônquios, canais que conduzem o ar inalado até os alvéolos pulmonares. Ela se instala quando os minúsculos cílios que revestem o interior dos brônquios param de eliminar o muco presente nas vias respiratórias. Esse acúmulo de secreção faz com que eles fiquem permanentemente inflamados e contraídos.www.drauziovarella.com.br

Pois é ,retornamos do hospital com uma gama de remédios e muita disposição para que a pequena se cure rapidamente.Resolvi ficar de molho  em casa com ela  por essa semana sem ir a escola ate que termine o esquema dos remédios e   fique 100%.Algo que ja estou alcansando porque graças a Deus ela já esta bem melhor.

È sempre bom ter a sensibilidade de perceber o que esta ocorrende de errado com os nossos pequenos e não exitar em levar a emergência ou consultar o pediatra para evitar o pior.

Quero aproveitar esse post e fazer um homenagem postuma a uma funcionaria daqui do prédio que faleceu nesse sábado em um acidente de carro após ir ao enterro da sogra.Sempre muito carinhosa com minha filha chamando  ela sempre como princesa  e era mãe de duas gatinhas .Como mãe sei que estar sendo dificil para familia mais sei que o tempo e a palavra do senhor acaba confortando a alma.

Obrigado Nara! por sempre ser carinhosa com minha pequena.Que Deus te receba em um bom lugar.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Como influenciamos o comportamento dos nossos filhos.

Sabemos que dentro de uma família se uma pessoa tem um determinado problema ,mesmo que ela não diga nada,todas as outras percebem que tem algo errado notando   apenas o  seu comportamento.Mas isso em minha tola opinião seria papo de gente grande ,mais  no colégio de Bruna pecebi que estava completamente enganada.

Passei duas semanas na escolinha dela,periodo de adaptação,e notei o quanto é  complicado os primeiros dias, pois realmente é muito choro ,as crianças ficam pedido que a mãe fique a todo o momento ,os pais não sabem o que fazer ,a professora e suas ajudantes tentam controlar a situação da melhor maneira,mais  parece que não vai ter fim tudo aquilo.É nessa hora que o comportamento do pais ou acompanhantes fazem toda diferensa somada com  a dedicação da equipe do colégio.

É normal que a criança sinta esse medo de ficar longe de seu espeço e entra em um outro totalmente desconhecido, por esse motivo a confiança  que passamos para a criança é determinante para uma rápida adaptação do novo lugar.Passando a minha vivência na escolinha de Bruna logo de primeira vi mães super ,mega protetoras e outras nem tanto. Cabe nesse post falar das protetoras porque são as que mais passa insegurança aos seus filhos,as que são "nem tanto" vou deixar para post próximo pois é um assunto delicado,  e esse medo do novo dificulta o trabalho da professora e suas ajundantes.

Então tomando como base  o meu  exemplo ao levar Bruna no primeiro dia de escola a primeira coisa que  fiz foi  mostrar o novo ambiente, apresentando seus colegas, a pró que apesar de ser minha amiga não teve muito contato com ela por conta do seu corre corre de vida.Percebi que tinha que ficar com ela um pouco    em determinados horários como o lanche ,quando havia varias crianças chorando pela mãe e durante os dias da semana fui devagar diminuindo minha presença e deixando ela se perceber no local,  com esse comportamento no final da primeira  semana ela ja estava tanquilha em sua sala ,claro que tinha momentos de sentir falta e rolar o choro que logo era confortado pelas meninas da classe e tudo ficava bem.

Mesmo na segunda semana percebi que ainda tinha muitas crianças chorando na sala ,e ao olhar  ao redor tinha mais um tanto de mães e babas e pais aflitos e inseguros ,mesmo quando a professora  falava" pode ir pai eles vão chorar mais vai passar" .

Quando hoje  cheguei mei hora antes de Bruna sair da sala  vi que aquele caus de criança chorando e pais aflitos tinha completamente sanado .Na sala de minha pequena tudo traquilho  as crianças brincando e merendando, coisa que a duas semana atraz seria um milagre.

Conclusão que cheguei é que não temos como proteger os nossos filho de tudo, eles vão ter suas decepções e dificuldades.Então mesmo com os meu medos de mãe tentei passar confiança a minha gatinha mostrando que sempre vou estar ao seu lado.


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Primeira semana de aula de Bruna.

É verdade a minha pequena que até pouco tempo mamava e engatinhava ,agora já é uma mocinha  e tem o compromisso de ir ao colégio  para estudar ou brincar de uma maneira  mais direcionada.

No primeiro dia ( 18/02/2013) foi um dia de espectativa  para mim  e um dia divertido para Bruna.Então após o almoço,já que ela estuda no vespertino,ficou ansiosa para vestir a farda e ir a escolinha, logo ao chegar  ficou um pouco" prudente" e com cautela verificava sua sala e as pessoas que la estavam.

Como a professora dela é minha amiga e sua ajudante também é conhecida de Bruna resolvir fortalecer mais os laços com brincadeiras  em torno delas e logo minha gatinha já estava na sala brincando.Na primeira semana de adaptação as crianças ficam  até  as  15:30, sendo o horario normal as 17:30.Algo que vai mudando durante a semana até os pequenos se acostumarem

Bom o que eu sei é que foi um dia confuso mesmo,a crianças chorando os pais totalmente sem saber o que fazer ,as ajundantes da professora em ponto de uma estafa rsrsrs.... A  professora  de forma sabia pediu para os pais levarem seus rebentos para o parquinho e começar uma brincadeira descontraida mudando então o quadro confuso  do começo dando  lugar aos risos ,e na hora do lanche todos os pais ajudaram ,dando assim um conforto aos pequenos.

A minha ficou tranquila só dando uns chorinhos no segundo dia e como acompanhei a semana toda percebi que as crianças começaram a se acostumar com o ambiente e tudo ficou mais tranquilo.


Na casa da avó Creusa antes do colegio.



logo após chegar na sala de aula,ficou toda avontade.


no parquinho com os pais e coleguinhas


na piscina de bolinhas com os coleguinha.


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Dias de Folia!!!!!!!!!!!!!!!

Aqui em Salvador,carnaval é uma das datas mais esperada do ano,não só por conta da folia que gira em torno de 6 dias ,mais para aumentar a renda de muitas familias humildes  e guerreiras que vedem bebidas,comidas e ainda catam latas de alumínio para venda em recicladoras.E para isso elas mudam literalmente para o circuito (barra- ondia ou campo grande) do carnaval  e so voltam para casa com sua familia na quarta feira de cinzas.Depois dizem que baiano é preguisoço!

Bom,tentei preparar um esquema,bem a cara de minha pequena para que ela pudesse curtir o carnaval.

Final de semana anterior ao carnaval fomos sábado para uma pracinha que é bem legal para as crianças  com cama elástica,pula pulas entre outras coisas.Bruna adora esse passeio.

Água de coco para matar a cede

É claro a hora da pintura.

No domingo foi o dia do bailinho de carnaval infantil aqui no predio,então ela se divertiu com seus amigos


A fantasia nem ligou

Já no sábado da semana de carnaval fomos a avenida para ver um bloco infantil chamado algodão doce de Carla Peres que iria trazer Patati e Patata que ela adora.


No inicio ficou chateada com o som alto...

video

mais adorou os palhacinhos.

Já no domingos fomos ao shopping aproveitar o baile de carnaval


Com direito a mini trio eletrico e tudo mais....

Teve tambem a participação de sua tia Alê e seu priminho Artur que é uma figurinha linda .


E para finalizar na terça de carnaval ,ja que segunda tiramos o dia para o descanso,fomos a praia com seu primo Vinicius.



Sei que foi otimos dias de folia.Agora é hora de minha pequena  diminuir a diversão e começar a estudar rsrsrs....

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Preparativos para ida de Bruna ao colégio.

Quando tive Bruna sabia que teria uma parada no meu trabalho para tomar conta dela ,mais também sabia que isso teria um prazo,seria  ate dois anos de idade ideal ,segundo os professores,para a criança começar sua vida de estudante.

Então no ano passado já comecei a procurar uma escola boa para minha gatinha e por indicação de minha sogra a escolhida foi  uma que fica proxima de casa e que já tem uma tradição na familia por ja ter acolhido o meu esposo e minha cunhada e uma segunda geração da familia que seria os filhos de minhas cunhadas e agora a minha filhota.Sei que não é o suficiente então fui conhecer   a estrutura do colegio e como ainda estava em aula pude ver o comportamento dos professores e auxiliar de sala que foi bem
satisfatório.

Vendo a estrutura,segurança,forma de ensino resolvemos então fazer  matricular em  dezembro e de pronto recebemos a lista de materiais.

A escola da uma opção confortável de la mesmo comprar os materiais ,que após uma pesquisa seria o mesmo preço se fosse em uma loja,e o que apenas compramos fora foi o material pessoal de Bruna e os livros de ciranda.

Dia 5 de fevereiro tivemos uma reunião com os pais do grupo 2 e professores e para minha grata surpresa a minha melhor amiga sera prof. de Bruna, então esse período de adaptação parece que vai ser super tranquilo.

Mais eu observei a ansiedade dos pais com o inicio das aulas ,pois realmente é complicado a separação momentania   de nossos  tesouros .Então a coordenadora  pedagogica nos passou umas dicas e  tão interessante que vou citar para vocês.

1- quando prepararmos a criança para ida ao colégio evite muitas explicações para não levantar suspeitas e inseguranças.
2- a separação momentanea da mãe e filho apesar de necessário, é doloroso mais é superada aos poucos.
3- nesse periodo de adaptação deve-se tomar cuidado com retirada de fralda,chupeta,troca de residência ,perda de entes queridos ou qualquer momento que inspire fragilidade da criança.
4-choro varias vezes são frenquentes ,mais  não quer dizer que a criança não quer ficar na escola.
5-como também a falta de choro não significa que a criança não esteja sentindo falta .Não devemos forçar a estadia  na escola.
6-evitar comentários da adptação da criança na escola em sua presença.
7-na hora de entregar a criança ao educador cabe o responsável colocar ele no chão para que seja acolhido pelo professor e não retirado do colo.
8-nunca saia escondido da sala.
9-evitar o responsável ficar na sala de aula.
10 -incentivar a criança a pedir ajuda quando precisar ao educador.
11-os pais devem confiar na instituição de ensino para que possar para essa segurança ao filho.
12-o periodo de adaptação e diferente para cada criança.
13-evitar interrogatório sobre o dia da criança na escola.
14-poderão ocorrer regressões de comportamento no periodo de adaptação assim  como sintomas psicossomaticos(febre,vômitos,etc...)
15- pode ocorre ambivalência de sentimentos Ex: desejo de sentimentos como autonomia da criança e hora a proteção por partes dos pais.
16-cuidados com aparentes adaptações.

obs: esse foi um resumo do texto que recebi com minhas palavras.

Hoje dia 6 de fevereiro foi quando eu reunir os materiais ,que vão ficar na sala ,peguei Bruna e levei ate a escolinha  para observar o seu comportamento,e graças a Deus foi o melhor possivel .Entrou na sala conheceu a auxiliar de sua porf e adorou os brinquedos e toda estrutura do colégio.

Fico tranquilha em saber que minha gatinha gostou da nossa escolha e espero que dê tudo certo.

Esse é parte do material organizado.

As aulas de Bruna vai  começar dia 18 de fevereiro, sei qque em muitas escolas ja começaram então desejo boa sorte a todas as familias que estão passando por esse processo.


quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Ficando com o papai.

Esse ano de 2013 vai se um ano de novas rotinas e retorno de algumas antigas.O exemplo de novo é a ida de Bruna a escola que vai acontecer dia 18 de feverreiro e o meu retorno as atividades de Fisioterapeuta.
Estou organizando minha agenda com os horários do colégio da pequena,as idas a casa de minha mãe e o
curso de Pilates que comecei a fazer esse final de semana,que é o assunto desse post.

Após dois anos afastada das atividades profissionais  e exercendo a atividade de mãe ,percebir que com a ida de Bruna ao colégio ,deixando um horário disponível,tinha que  atualizar meu curriculo com novos cursos,  nada melhor do que a nova sensação do pedaço o pilates.E para isso teria que abir mão de pelo menos um final de semana inteiro  durante mais ou menos 6 meses incluindo estagios e workshop.

A principio fiquei um pouco relutante pois mãe sempre acha que somente ela cuida bem da cria ,mais sentir a hora de deixar a minha familia andar um poouco com suas próprias  pernas e resolvi investi no profissional.

Com o apoio do marido que disse "fico com a filha mulher! " rsrsrs... decidir então encarar esse novo desafio e no dia 26/01 antes das 8:00hr da manhã a comida ja estava pronta,casa limpa, filha arrumada e alimentada e marido pronto para o seu primeiro dia de babá.Sei que ele foi para o parquinho com ela,deu almoço e foi me  pegar no curso para almoçar em casa.Logo tratei de tormar banho com ela para que ao me levar de volta para o curso no carro ja iria dormindo ,dando folga o pai por algumas horas.

E nisso todos os intervalos sempre ligava  para saber como estva a situação.A noite ao meu retorno para o lar Bruna ja estava de banho tomado ja tinha jantado e para mamãe relaxar um poucos fomos comer um belo pastel.

No domingo com o mesmo esquema ,incluindo um passeio na casa da avó paterna.O mais legal que quando voltei para casa estava tudo no lugar rsrsrs...

Essa experiência foi muito boa  para a familia como um todo.Percebi  que a relação entre Bruna e Junior ficou mais fluida pois  ele tinha medo de trocar fralda,dar baho,algo inevitável esses dias.E agora o meu esposo falava de coisas e comportamentos de Bruna que eu apenas observava.

Tem mais curso  pela frente ,mais hoje sei que minha gatinha vai estar em otimas mãos,as do seu pai.


segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

O desmame de Bruna

Quando viramos mãe cada fase do desenvolvimento da criança  é  especial .Quando somos mãe de primeira viagem além de especial é delicado pois são momentos novos.

Quando descobrir que estava grávida a minha primeira preocupação foi se eu conseguiria amamentar Bruna de forma tranquila sem traumas,entrei então em um esquema de preparação 6 meses antes com concha para os seios ,exercicios no bico do peito ,tudo para que ela não tivesse dificuldade alguma e tudo  acabou dando certo tanto que dei mama até dois  anos de idade.

Segundo a Organização Mundial de Saúde e Sociedade de Brasileira de Pediatria alimentar o bebê exclusivamente ate o seis meses com leite materno e continuar amamentando ate os 2 anos de idadeVisto por esse lado  já estava com o dever comprido ,mais claro que não foi  dessa forma calculada que tomei a decisão e se durante esse tempo foi se desenhando a questão.

Durante 6 meses Bruna só se alimentava com leite materno,depois por o rientação da pediatra foi intruduzido sucos e em seguida alimentos em forma de papinha e  comida com texturas mais consistentes e sempre dando mama.Quando ele ja estava com um ano e meio e comendo de tudo percebir que as mamadas ja estavão restritas a momentos em que ela se aborrecia  e como forma de consolo e para dormir.

Ai veio a percepção que ela já não estava mamando por fome e sim  como o consolo para momentos dificies e na hora de dormir,foi ai que comecei a trabalhar com o objetivo de que após ela completar dois anos eu faria o desmame.

 Uns 5 meses antes do aniversário dela comecei a diminuir as mamadas cada vez mais até chegar o ponto de só dar a mama a noite e quando ela procurava o peito eu ofertava frutas,suco,água ou então saia para bricar no parquinho no intuito distrair ela.

Ao completar 2 anos tive uma consulta na pediatra que me orientão a não dar mama sem na hora de dormir ,que o pai ficasse com ela quando acordasse durante  a noite e ofertasse agua durante 5 dias seguidos.

Então no mesmo dia me preparei para enfrentar a situação e quando deu 19:00 hrs Bruna veio  procurando peito então disse não ela chorou a se acabar , fiquei com ela acalentando ,pois não queria ficar com o pai,fui tentando tapiar ,botei no colo para ninar ,expliquei que o peito estava dodói coloquei um esparadrapo mostrei a ela e nada .Uma certa hora ela cansou e adormeceu .As 22:00 hrs o mesmo problema acordou procurou peito não encontrou ai caiu no choro,fiz um leitinho dei para ela que a principio não quiz mais depois com jeito tomou e dormiu mais uma vez .As 3:00 hsr da manha acordou e foi pior porque ela chorou pediu por favor  só um pouquinho e ai o coração de mãe balançou mais sabia que essa atitude era para o bem comum de nós duas então seguir em frente colocando na cabeça que teria que ser firme  e assim foi, so que ela veio dormir as 4:30 hrs.

No segundo dia ainda foi punk mais ela só acordou 2 vezes chorando.Já no terceiro foi mais traquilho e ela ja entendia que o peito estava dodói e dormiu mais melhor, acordou apenas uma vez e ai quando  procurava peito eu ofertava água ela tomava e dormia.No quarto dia ja dormiu direto sem problema .

Se eu falar que foi fácil vou estar mentindo ,doi ver o filho chorando, mais hoje o nosso relacionamento melhorou muito porque agora além de mãe sou amiga das brincadeiras sem aquela questão de sentar perto ela logo puxar a blusa querendo peito.Sinto falta sim dos momentos da mamada em que ficavamos juntas mais hoje procuro construir outros momentos especiais.




sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Então é 2013....

E com a chegada de um novo ano vem novas ideias,planos e acontecimentos que trazem um misto de alegria e preocupação pois não sabemos o que nos espera.Mas uma coisa é certa que "não há alegria aterna ou mal que dure para sempre"diz o ditado ,então é entregar nas mãos de Deus e seguir em frente.

Aqui em casa o ano já começou com novidades o desmame de Bruna,que graças a Deus foi com sucesso,vou fazer um post sobre isso.A ida de minha pequena para a escolinha  em feverreiro e tudo que vem junto como dividir os horários de ida para o colegio e toda sua organização ,fora lidar com o sentimento já de falta que vai fazer nas tardes pois, foram 2 anos de convivência direta e já os planos para o retorno ao trabalho.
Ufa! e ainda tem muitos mais planos e coisas a serem feitas ,mais tudo no seu tempo rsrsrs...

Bom desejo a todos um ano repleto de coisas boas e saude!